• (71) 3017-7557
  • sinbafba@hotmail.com

Sinbaf

Sindicato Baiano dos Árbitros de Futebol

Com sucesso, Sinbaf conclui participação na Copa Metropolitana 2018

Pelo oitavo ano consecutivo, o Sindicato Baiano dos Árbitros de Futebol esteve presente na Copa Metropolitana de Futebol Sub-15. A competição, uma das principais do país na categoria, é organizada pela Superintendência dos Desportos do Estado da Bahia.
 
Em parceria com a Sudesb, o Sinbaf foi o responsável pela arbitragem do campeonato em todas as suas edições. Em 2018, não foi diferente e colaboração foi um sucesso.
Os associados do Sindicato trabalharam em todos os 110 jogos. Os árbitros estiveram presentes em diversas cidades da Região Metropolitana de Salvador e Interior do Estado.
 
Na final, nesta terça-feira (12), em Pituaçu, atuaram José Geraldo Vaz Nunes (árbitro central), Anderson Igor da Purificação (assistente 1), Murilo Ximenes (assistente 2), Lilson Vigas (4º árbitro), Ligerval Vargas (5º árbitro) e Darlan Rodrigues (6º árbitro). Eles foram coordenados por Manoel Nunes Lopo Garrido, eleito novo presidente do Sinbaf.
 
O desempeno do sexteto foi motivo de elogios de todos os presentes na decisão. "Arbitragem sensacional, irretocavel. Elogiada por todos, Bahia, Vitória, Sudesb, imprensa e outros dirigentes de clubes que assistiram ao jogo", comemorou o atual presidente do Sindicato, Arilson Bispo da Anunciação.
Os seis profissionais foram premiados após a final com medalhas de agradecimento entregues pelo coordenador de Excelência de Futebol da Sudesb, Sinval Vieira. Os associados representaram todos os árbitros que atuaram nos 110 jogos da competição.
 
"Parabenizamos os árbitros que atuaram em todos os jogos. Agradecemos o empenho, dedicação, competência e responsabilidade. Deixamos o espaço aberto para que no ano que vem possamos fazer mais um ano de parceria entre Sinbaf e Sudesb na arbitragem da Copa", agradeceu Arilson, que deixa a presidência do sindicato em agosto.
 
Final

Foto: João Ubaldo / Sudesb
 
A final foi disputada entre Bahia e Vitória. O BAVI terminou empatado sem gols, no tempo regulamentar, e o título foi decidido nas cobranças de pênaltis. Nas penalidades, o Tricolor levou a melhor, venceu por 4 a 3 e se sagrou campeão pela quarta vez.